Aumentar Letra Diminuir Letra En Español
Jornal da AMMG

Nº 94 – Fevereiro/ Março 2005

Portadores de neurofibromatose têm centro de referência

A neurofibromatose é um distúrbio genético que causa o crescimento de tumores benignos nos nervos e na pele. Apesar de acometer um em cada três mil bebês, as repercussões gerais da doença são pouco conhecidas pela maioria dos médicos e da população. Os sintomas mais comuns são manchas de cor acastanhada na pele, nódulos cutâneos e subcutâneos palpáveis e tumores benignos, que se manifestam em crianças na idade escolar. Os pacientes podem apresentar ainda problemas de aprendizado (baixa atenção ou hiperatividade), de crescimento ósseo, além de deficiências visuais e auditivas.

Para informar profissionais e pacientes, oferecer diagnóstico e controle periódico de portadores da neurofibromatose tipos 1 e 2, foi criado o Centro de Referência em Neurofibromatose, que funcionará, a partir de março, no Hospital das Clínicas da UFMG. O projeto é uma iniciativa do Grupo de Estudos em Neurofibromatose da AMMG e da Associação Mineira de Apoio aos Portadores de Neurofibromatose (Amanf) e tem como coordenadores os médicos Luiz Oswaldo Carneiro Rodrigues (Lor, chargista do Jornal da AMMG) e Nilton Alves de Rezende, pais de portadores da doença.

O Centro de Referência em Neurofibromatose funciona no Anexo de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da UFMG, na Alameda Álvaro Celso, 55, sala 219, Belo Horizonte. Informações pelos telefones (31) 3248 9560 e 3248 9199. Para saber mais sobre a doença, acesse o site www.amanf.org.br.

 
Copyright © 2005 - 2017 CNNF Brasil. Design by: Nieaa / EAA Team / ZPP